Saiba mais sobre Recuperação Judicial

Muitas vezes, empresas que passam por situações de crise encontram dificuldades na renegociação de suas dívidas com seus credores, por variadas razões. A Recuperação Judicial é um instrumento de proteção legal voltado para as empresas que, apesar de passarem por uma crise econômico-financeira, são recuperáveis e possuem uma operação economicamente viável, desde que suas dívidas sejam reestruturadas. Essa proteção se dá na forma de um processo judicial público, do qual todos os credores detentores de créditos concursais (isto é, créditos afetados pela Recuperação Judicial) são chamados a participar e que dá à empresa as condições para renegociar suas dívidas de forma coletiva e transparente.

O que é Plano de Recuperação Judicial ?

O Plano de Recuperação Judicial é um documento apresentado pela empresa no processo de Recuperação Judicial que contém, essencialmente:

  • Os meios de recuperação a serem implementados pela Daruma para permitir sua recuperação;
  • As condições de pagamento dos créditos submetidos à Recuperação Judicial.

O Plano de Recuperação Judicial deverá ser votado pelos credores durante uma Assembleia Geral de Credores e, se aprovado de acordo com as regras legais próprias, irá vincular todos os credores submetidos à Recuperação Judicial, incluindo aqueles credores que eventualmente tenham votado contra o Plano. O Plano de Recuperação Judicial será apresentado pela Daruma no prazo de até 60 dias contados da decisão que deferiu o processamento da Recuperação Judicial. Assim que isso ocorrer, os gestores serão avisados para que possam informar aos fornecedores e revendedores de seu relacionamento as condições de pagamento de seus respectivos créditos.